O presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais para rebater uma declaração de Lula, na qual ele disse que o chefe do Executivo “não gosta de gente, gosta de policial”.

– Hoje, temos um presidente que não derramou uma lágrima pelas vítimas da covid ou com a catástrofe que houve em Petrópolis, no Rio de Janeiro. Ele não tem sentimento. Ele não gosta de gente, ele gosta de policial. Ele não gosta de livros, ele gosta de armas – afirmou o petista neste sábado (30), durante evento para mulheres, na periferia de São Paulo.

Bolsonaro, sem citar o nome de Lula, publicou um antigo no qual ele chama detentos de “vagabundos” e defende o cidadão de bem.

– Enquanto uns acham que policial não é gente e que tem que soltar jovens ladrões, traficantes e latrocidas, nós sempre defendemos o cidadão de bem – escreveu na legenda.

Fonte: Pleno News