A médica Nise Yamaguchi (PROS) rebateu, nesta segunda-feira (4), as declarações feitas pelo ex-presidente Lula (PT) na última quinta-feira (31). Na ocasião, o petista elogiou os ataques realizados contra a oncologista durante uma sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, em junho do ano passado.

Em entrevista ao programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, Nise falou sobre o assunto e ressaltou sua experiência atuando como médica. A oncologista ainda destacou que “na política do vale-tudo, esquecem a trajetória das pessoas”.

– Ser tachada de “aquela médica japonesa” e ouvir que sofri um esculacho passou do ponto. Na política do vale-tudo, esquecem a trajetória das pessoas. Estou há mais de 40 anos trabalhando em medicina, tenho várias especialidades. Há mais de 20 anos, ajudo todos os governos. No momento em que o país passa por dificuldades econômicas e sociais, é hora de as pessoas baixarem o tom – declarou.

Questionada sobre sua participação na CPI da Covid, Nise, que ficou conhecida por ser defensora do tratamento precoce contra a Covid-19, disse que defendeu a autonomia de médicos e pacientes enquanto esteve no colegiado. A médica ainda apontou que ficou surpresa com o ataque que sofreu.

– Fui voluntariamente, quis explicar o que estava acontecendo no Brasil. Defendi a autonomia dos médicos e dos pacientes. E, para minha surpresa, acabei “homenageada” publicamente. Acredito que houve um equívoco muito grande – afirmou.

DECLARAÇÃO DE LULA
As declarações do ex-presidente foram feitas durante a cerimônia de lançamento da pré-candidatura de Jerônimo Rodrigues (PT) ao governo da Bahia. No evento, o petista aprovou os ataques que o senador Otto Alencar (PSD) desferiu contra a médica durante uma sessão da CPI da Covid realizada um junho do ano passado.

– O esculacho que ele [Otto Alencar] deu naquela médica japonesa, que não sabia o que estava falando, deve ter enchido o povo da Bahia de orgulho. Tenho certeza, Otto, que você receberá do povo da Bahia a consagração para continuar honrando o estado – disparou o ex-presidente.

A fala sobre a qual Lula fez referência na última semana aconteceu durante a sessão da CPI realizada em 1° de junho de 2021. Na ocasião, Alencar disse que Yamaguchi não tinha conhecimento algum para falar sobre a Covid-19.

– A senhora não sabe nada de infectologia. Nem estudou, doutora. Foi aleatória, mesmo. Superficial. De médico audiovisual, esse plenário está cansado. De alguém que ouviu, viu e não leu. A senhora não poderia, de jeito nenhum, estar debatendo um assunto que não era do seu domínio – disse Alencar, na época.

Fonte: Pleno News