O apresentador José Luiz Datena classificou a decisão de João Doria de deixar a corrida presidencial como uma “traição” ao vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia. Como consequência, o jornalista disse que vai romper seu acordo com o PSDB. Datena é pré-candidato ao Senado pelo União Brasil na chapa de Garcia.

– Doria fez o movimento errado de novo, ele deixa de ser o traído pelo PSDB e trai o Rodrigo Garcia. Por consequência, eu não tenho mais nenhum compromisso com essa chapa – afirmou o comunicador, em entrevista ao jornal Valor Econômico.

Segundo Datena, a decisão de Doria prejudica o próprio tucano. O jornalista ainda fixou um horário para anunciar com que partido irá fazer uma nova parceria.

– Esse é um movimento muito ruim para o Doria. E eu tenho vários convites de partidos para aceitar aqui. Estou vendo qual vou aceitar até as 14h de hoje – anunciou.

O apresentador do Brasil Urgente ainda disse que “se Garcia perder a eleição para o governo, isso fica na conta do Doria e do PSDB”.

ENTENDA
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), teria comunicado a aliados e auxiliares, na manhã desta quinta-feira (31), que desistiu de ser candidato a presidente da República e não vai mais deixar o comando do Executivo paulista como estava previsto. A informação foi divulgada pelo jornal O Estado de São Paulo.

De acordo com a publicação, Doria cancelou agendas externas, mas manteve um evento com prefeitos no Palácio dos Bandeirantes, marcado para as 16h, ocasião em que deve fazer o anúncio oficial da desistência. Além disso, de acordo com aliados, Doria deve anunciar a saída do PSDB e não tentará a reeleição ao governo de São Paulo.

Na prática, a decisão prejudica o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, que contava que seus meses de gestão como governador no lugar de Doria poderiam impulsionar sua candidatura ao governo do estado no final deste ano. Enfraquecido, Garcia avisou a pessoas próximas que vai deixar o cargo de secretário de Governo.

Fonte: Pleno News