Nesta terça-feira (29), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou o nome escolhido pelo governo federal como novo presidente da Petrobras. De acordo com o petista, o escolhido para assumir o comando da empresa integra um “seleto grupo de personalidades que não aceitam que o petróleo é nosso”.

O anúncio da troca no comando da Petrobras foi feito pelo governo nesta segunda-feira (28). Em um comunicado, o Ministério de Minas e Energia disse que estava indicando o empresário para o comando da Petrobras no lugar do presidente atual, Joaquim Silva e Luna.

Apesar das críticas, Lula afirmou que não vai falar mal de Adriano Pires, porque não o conhece.

– Não conheço essa pessoa, por isso não vou falar mal do cara que assumiu. Mas em dois trechos de notícias que eu li hoje, eu vi que ele é lobista. E que ele é muito mais ligado às empresas estrangeiras do que às nossas. E ele faz parte de um grupo seleto de personalidades brasileiras que não aceitam o discurso de que o petróleo é nosso – apontou.

A declaração de Lula ocorreu durante um debate na sede da Federação Única dos Petroleiros (FUP), no Rio de Janeiro. Além do ex-presidente, outros nomes estiveram presentes no evento, como a presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann, e o pré-candidato ao governo do Rio de Janeiro, Marcelo Freixo (PSB-RJ).

Em seu discurso, Lula também falou sobre as denúncias de corrupção nos governos petistas.

– Criou-se a imagem de que todos que defendem a Petrobras são corruptos e nós não soubemos retrucar. Agora que está ficando claro quem é quem na história do país, quem está roubando a Petrobras, de quem são os interesses de destruir a empresa, temos que fazer nossa tarefa – ressaltou.

Fonte: Pleno News