Apesar de ter desistido de formar uma federação com o PT, o PSB pretende manter seu apoio ao Partido dos Trabalhadores nas eleições deste ano. A sigla pretende apoiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva somente como uma coligação.

A decisão do PSB ocorreu após uma reunião nesta quarta-feira (9) entre dirigentes do partido e também dirigentes do PT, PV e PCdoB. Ao site Metrópoles, o presidente do PSB, Carlos Siqueira, explicou a ideia.

– O que nos une é maior do que o que nos separa. Somos convergentes na oposição a Bolsonaro, e vamos continuar discutindo um programa único – apontou.

Além disso, Siqueira explicou o motivo de o PSB não formar a federação.

– São partidos com culturas diferentes e que não estão preparados para andar juntos neste momento – destacou.

Já os partidos emitiram uma nota conjunta afirmando que, “em resposta ao atual momento político, o PT, o PC do B, o PV decidem caminhar para construir a federação e continuarão dialogando com o PSB em busca de sua participação, bem como o envolvimento de outras legendas do nosso campo”.

Fonte: Pleno News