O Superior Tribunal de Justiça (STJ) julgará na próxima terça-feira (22) um recurso apresentado pelo advogado Cristiano Zanin Martins. As informações são da colunista Bela Megale, do jornal O Globo.

A ação movida por Zanin ao STJ é referente ao escritório dele e não se trata do ex-Luiz Inácio Lula da Silva. No processo, o advogado pede que a União pague uma indenização de R$ 100 mil porque o principal ramal de seu escritório foi grampeado pela Lava-Jato de Curitiba. As conversas foram gravadas em 2016 após autorização do então juiz da Lava-Jato, Sergio Moro.

Cristiano também quer ter acesso ao número de pessoas da Polícia Federal (PF) e do Ministério Público Federal (MPF) que acessaram as ligações.

O pagamento de uma indenização por danos morais foi negado em primeira instância. O processo aguarda análise da segunda instância.

Fonte: Pleno News