Nesta sexta-feira (11), o deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), novo presidente da Frente Parlamentar Evangélica, disse que o Partido dos Trabalhadores (PT) não pode mais usar “disfarce eleitoral” para enganar o eleitorado cristão. O parlamentar deu declarações durante entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan.

Sóstenes Cavalcante falou que o PT teve grande apoio do segmento no passado, mas essa situação mudou radicalmente. Segundo ele, a maioria dos evangélicos apoia o presidente Jair Bolsonaro.

– Hoje, o PT e a esquerda não podem mais tentar fazer um disfarce eleitoral como na primeira eleição do presidente Lula, quando quase todo o segmento evangélico o apoiou em nome da justiça social. Quando chegam ao Executivo, eles são ofensivos e atacam os nossos valores cristãos. Nós fomos atacados durante os 14 anos de governos do PT. Tenho convicção de que o cristão e o evangélico, em especial, não se deixarão ser enganados pelo PT. Nós estamos iniciando o trabalho na Frente Parlamentar com muito respeito ao governo e à aproximação ideológica da ampla maioria dos membros da bancada. Preciso ouvir os pares para, em momento oportuno, tomarmos uma decisão. A tendência natural é a maioria caminhar com o presidente Bolsonaro, mas não posso tomar uma decisão antes de ouvi-los – falou o deputado.

Deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), novo presidente da Frente Parlamentar Evangélica Foto: Reprodução/Jovem Pan News

O deputado afirmou ainda que o presidente Jair Bolsonaro tem 70% de votos do segmento evangélico.

– Eu ando, visito, converso com o segmento. Garanto a qualquer um que, em qualquer região do Brasil, o presidente Bolsonaro tem, ainda hoje, 70% do segmento. Como isso não se reflete em pesquisas? Eu preciso entender as métricas. A coisa mais fácil é fazer pesquisa no segmento e nas igrejas.

Fonte: Pleno News