Neste domingo (6), o presidente Jair Bolsonaro fez um passeio em Brasília e parou para conversar com caminhoneiros durante uma parada em um restaurante. E durante o passeio, o presidente falou sobre o preço dos combustíveis no país e voltou a criticar o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), um tributo estadual. A informação foi dada pelo site Poder 360.

De acordo com ele, o valor do tributo federal, o Pis/Cofins, está inalterado desde 2019, enquanto os governadores elevaram o tributo estadual.

– A composição do preço do combustível é bastante grave. Desde janeiro de 2019, o valor do Pis/Cofins do diesel, da gasolina e do álcool por parte do governo federal sempre foi congelado. Já no tocante ao ICMS, quase que dobrou o valor desses impostos – apontou.

Durante o passeio, Bolsonaro ainda lembrou que a “crise” ocorre no mundo todo.

– A crise de energia é do mundo todo, não é só do Brasil. Não tem responsável, a pandemia é o grande responsável. E a política do ‘fica em casa, a economia a gente vê depois’. […] O Brasil está indo muito bem na economia, ninguém quer fazer nenhuma aventura, nenhuma loucura. Mas acredito que o preço do diesel em especial poderia ser um pouco mais barato – disse.

Fonte: Pleno News