Durante sua tradicional live realizada nesta quinta-feira (27), o presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que uma nova vitória do ex-presidente Lula (PT) não seria um retrocesso, mas ” um crime que se vai fazer reconduzindo à cena do crime um cara que comandou o país por oito anos”.

Na transmissão, Bolsonaro levou o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, para comentar casos de mau uso de dinheiro público no banco público nas gestões petistas. Os dois citaram empréstimos concedidos à JBS, que teria usado a verba para financiar campanhas eleitorais.

– Foram fantásticos em obras fora do Brasil, em especial ditaduras – apontou Bolsonaro.

Os empréstimos feitos a governos alinhados com a filosofia petista, como Cuba, também foram citados na live. De acordo com Montezano, o Brasil, por meio do BNDES, emprestou R$ 3,6 bilhões para a ilha caribenha com charutos como garantia.

– Cuba deixou em garantia recebíveis de venda de charuto doméstico. Se não pagasse, o governo brasileiro iria lá em Cuba penhorar a venda de charuto – completou o presidente do banco.

*Com informações AE

Fonte: Pleno News