Nesta sexta-feira (14), o tenista número 1 do mundo, Novak Djokovic, teve seu visto cancelado pela segunda vez. O anúncio foi feito ministro da Imigração australiana, Alex Hawke, que declarou estar buscando imediatamente deportar a estrela do tênis. A decisão coloca dúvidas sobre a participação do atleta sérvio no Aberto da Austrália, que começa na próxima semana.

– Hoje eu exerci meu poder sob a seção 133C(3) da Lei de Migração para cancelar o visto detido pelo senhor Novak Djokovic por motivos de saúde e ordem, com base no interesse público de fazê-lo – diz o anúncio feito pelo ministro.

Hawke declarou ainda que, ao tomar a decisão, considerou cuidadosamente as informações que foram obtidas pelo Departamento de Assuntos Internos do país, pela Força de Fronteira Australiana e pelo tenista. Também nesta sexta, o primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, afirmou que o cancelamento do visto de Novak Djokovic foi “de interesse público”.

– Os australianos fizeram muitos sacrifícios durante esta pandemia e esperam que o resultado desses sacrifícios seja protegido – afirmou o premiê.

Fonte: Pleno News