Mais da metade dos integrantes do Exército e da Força Aérea Brasileira (FAB) não completaram o esquema vacinal contra a Covid-19. De acordo com dados obtidos pelo Metrópoles via Lei de Acesso à Informação (LAI), 15% do contingente da Força Terrestre e 6,6% da Aeronáutica se recusaram a tomar sequer a primeira dose do imunizante.

De acordo com o levantamento, há 32,2 mil militares no Exército e 4,3 mil militares na FAB sem qualquer dose de vacina contra a Covid. Já o total de pessoas que não completaram o esquema vacinal é de 121,2 mil no Exército (56,3% do contingente) e 36,5 mil na FAB (54,9% do contingente).

A Marinha alegou que não possui dados sobre a vacinação de seus integrantes. Os números foram solicitados em novembro.

No Brasil, é comum que os militares sejam obrigados a se vacinar contra uma série de doenças, como febre amarela, tétano e hepatite B. A vacinação contra a Covid-19, porém, não é exigida.

Em relação à dose de reforço da vacina, o número de militares que a receberam é de pouco mais de 2 mil. No entanto, a baixa adesão pode ser justificada pelo alto número de jovens na corporação.

Fonte: Pleno News