No início desta semana, o presidente Jair Bolsonaro chegou no Palácio da Alvorada acompanhado do jogador de vôlei Maurício Souza. O atleta e o chefe do Executivo interagiram com apoiadores no local e posaram para fotos. O encontro foi “reprovado” por Xuxa Meneghel.

Em uma publicação da página Põe na Roda, a apresentadora ironizou dizendo que homofóbicos, machistas etc seriam acolhidos pela família “Bozo”.

– Taí… tá sem emprego? Tá sem trabalho? Tem dívidas? Seja homofóbico… seja machista… seja contra a vacina… seja contra a Amazônia… vc encontrara um abraço amigo, um emprego… na família Bozo – escreveu Xuxa, em alusão ao fato de Maurício ter sido demitido do Minas Tênis Clube após declarações consideradas homofóbicas por alguns grupos da sociedade.

O comentário de Xuxa foi apoiado por alguns e rebatido por outros. Uma internauta disse à loira que ela não podia chamar o atleta de homofóbico, haja vista que homofobia é crime e que Maurício não foi preso e tampouco condenado.

Fonte: Pleno News