A Conmebol, entidade responsável pela Copa Libertadores da América, vetou a entrada de qualquer profissional da Rede Globo no estádio Centenário, no Uruguai, no próximo sábado (27), quando acontecerá a final do torneio, com partida entre Flamengo e Palmeiras.

A proibição é uma punição à emissora, que transmitiu uma entrevista coletiva pirata do técnico Abel Ferreira, que comanda o time alviverde. O caso aconteceu logo após a classificação do clube paulista, no dia 28 de setembro. As informações são do site Notícias da TV.

A coletiva de Abel foi transmitida no programa Troca de Passes, do SporTV. Por isso, a emissora carioca não teve as credenciais aprovadas para a final da competição nem para o jogo entre Athletico-PR x Red Bull Bragantino, pela Copa Sul-Americana, que aconteceu no último fim de semana.

De acordo com a Conmebol, empresas que não são donas dos direitos de transmissão não podem veicular as coletivas de imprensa. Sendo assim, somente o SBT, a Disney e a própria entidade podem mostrar as entrevistas. A Globo ainda não se manifestou sobre o caso.

Fonte: Pleno News