O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse neste sábado (20) que sua viagem à Europa tem por finalidade resgatar a autoestima do brasileiro quanto à imagem do país perante a comunidade internacional. Lula participou neste sábado do ato Construir o Futuro, em Madri.

– Essa viagem que fiz pela Europa foi uma tentativa de provar ao povo brasileiro que o mundo gosta do Brasil. Não tenho palavras pra agradecer todos que me receberam tão bem – disse o ex-presidente por meio de sua conta em uma rede social.

Durante a viagem, Lula discursou no Parlamento Europeu, em Bruxelas, e se encontrou com lideranças políticas como os presidentes Emmanuel Macron (França), Pedro Sánchez (Espanha), e o futuro chanceler da Alemanha, Olaf Scholz.

O ex-presidente disse que é preciso rever o discurso da esquerda, que deu margem ao avanço da “extrema-direita” em diversas partes do mundo.

– Tem uma luta pra gente fazer. A extrema-direita está nos desafiando. Precisamos analisar o discurso deles. Como pode ter surgido o [ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump], o Bolsonaro, dois candidatos de extrema direita na França? Temos que refletir sobre isso e entender onde erramos no nosso discurso também.

Atacando diretamente um tema precioso para a comunidade internacional, Lula disse que é necessário colocar a questão ambiental em pauta.

– A questão ambiental não pode ser apenas um tema acadêmico, nem uma preocupação só da esquerda. Tem que ser uma preocupação do povo do planeta terra. Nós só temos ele, apesar de ter gente pagando milhões e embarcando pro espaço. Temos que colocar essa discussão na ordem do dia.

*Com informações da AE

Fonte: Pleno News