O julgamento que pode condenar o senador Fernando Collor de Mello por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa foi marcado pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, para a próxima quinta-feira (25).

A denúncia é de autoria da Procuradoria-Geral da República (PGR), no âmbito da operação Lava Jato e refere-se a supostas irregularidades na Petrobras Distribuidora S/A, a BR Distribuidora. O documento foi encaminhado à Segunda Turma do STF e aceito em 2017.

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), os crimes teriam ocorrido entre os anos de 2010 e 2014, quando a suposta organização criminosa estaria desviando recursos públicos. Além disso, o MPF aponta que a corrupção de agentes públicos e a lavagem de dinheiro também estariam entre os crimes cometidos.

Fonte: Pleno News