Na 43ª Vara Criminal, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, o empresário Luciano Hang entrou com uma queixa-crime contra o youtuber Felipe Neto.

Segundo o dono da rede de lojas Havan, Felipe cometeu crime de calúnia ao postar em uma rede social que Hang falsificou o atestado de óbito da mãe, Regina. As informações são do portal Metrópoles.

A juíza Georgia Vasconcelos da Luz decidiu encaminhar o caso para o Ministério Público. A magistrada determinou ainda que sejam conferidos os pagamentos das taxas referentes à propositura da ação.

A assessoria de Felipe disse que o youtuber “ainda não foi citado na ação em questão. Quando isso ocorrer, irá tomar as providências cabíveis e necessárias”.

Fonte: Pleno News