Ao comentar sobre a confusão após a partida Grêmio x Palmeiras, neste domingo (31), na Arena do Grêmio, Walter Casagrande “descobriu” a causa do vandalismo de torcedores. De acordo com o comentarista, a culpa é do presidente da República Jair Bolsonaro, pois o mesmo “espalha o ódio”.

– A rodada do fim de semana do Brasileirão trouxe resultados que estão mexendo com o campeonato, mas não fiquei a fim de escrever sobre o óbvio. […] O que quero falar é sobre como está tudo pesado, cheio de ódio e de agressões – iniciou o global em sua coluna do GE.com.

Ainda que reconheça que a agressividade de torcedores não é uma novidade no futebol, Casagrande disse que o episódio ocorrer durante a gestão de Bolsonaro não é uma “coincidência”.

– Claro, essa agressividade sempre existiu no futebol brasileiro, e invasões de campo não são novidade. Eu reconheço isso. Mas também não me parece coincidência que tanta violência aconteça neste momento em que temos um presidente que espalha ódio – escreveu.

– Nada justifica o que aqueles torcedores fizeram na Arena do Grêmio. Causaram pânico. Até o Raphael Veiga, que estava recebendo o troféu de melhor em campo, teve que sair correndo, pois não sabia o que poderia acontecer – ressaltou.

Casagrande publicou também uma charge de Mauro Biani, exposta no jornal italiano La Repubblica, para corroborar com a sua crítica.

Fonte: Pleno News