O recente episódio envolvendo Maurício Souza fez com que o jogador de vôlei se transformasse numa “personalidade” nas redes sociais. E durante entrevista ao programa Pânico, da Jovem Pan, o atleta afirmou que pode disputar as eleições de 2022 e que já foi procurado por vários partidos políticos.

A polêmica teve início após Maurício Souza postar a imagem do novo Super-Homem, que se assumiu bissexual, beijando outro homem. Na ocasião, o atleta fez comentários críticos sobre a situação. Diante da repercussão, patrocinadores pressionaram o Minas Tênis Clube, que acabou dispensando o jogador.

A situação “bombou” nas redes sociais, o que levou Maurício a ser criticado e também a receber o apoio de diversas pessoas. O atleta, inclusive, chegou a ganhar milhares de seguidores no Instagram em poucos dias.

À Jovem Pan, Maurício Souza disse que nunca se imaginou na política, mas diversos “partidos conservadores” desejam que ele se candidate.

– Isso é uma coisa que não estava previsto, nunca me imaginei na política, mas estão me pedindo muito. Muitos partidos conservadores estão me dizendo que seria importante – apontou.

O atleta disse ainda que precisa refletir sobre a possibilidade e afirmou que irá “pedir sabedoria pra Deus pra eu representar bem essas pessoas”.

– Não sei, preciso refletir. Tenho uma responsabilidade muito grande, em cada post que eu faço, cada entrevista que eu dou. Estou vendo o impacto direto que estou tendo nas pessoas. Hoje elas enxergam em mim esse exemplo. Tenho que pedir sabedoria pra Deus pra eu representar bem essas pessoas – destacou.

Sobre a polêmica, Maurício Souza disse que sua carreira ficou “manchada”, mas está negociando com “sete times”.

– No começo atraí muito mais ódio e isso manchou toda a minha carreira (…) Tudo que eu fiz, construí e batalhei, manchou. Não é só um time me contratar, não é só perder o emprego. O Minas vai pagar meu salário, mas e aí pra frente? Não vou arrumar um time fácil, vai ser uma pressão em cima dos patrocinadores do time, e meus companheiros vão ter que ter uma cabeça forte – ressaltou.

Ele ainda falou do apoio que recebeu de seus companheiros da Seleção Brasileira.

– Isso me chocou. Tive seis ligações de pessoas que são meus amigos, o restante nem mandou mensagem. Por que não mandaram mensagens se a gente era tão amigo? Mas é assim mesmo que funciona – pontuou.

Fonte: Pleno News