O ex-deputado federal Roberto Jefferson voltou se queixar do presidente Jair Bolsonaro em nova carta ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). Segundo o dirigente do partido, o chefe do Executivo é “honrado”, mas não demonstra “solidariedade com seus combatentes”.

– O Bolsonaro é um homem honrado, mas não recolhe seus feridos. Sequer demonstra solidariedade com seus combatentes. Fiz duas cartas para ele. Nunca o PR (Presidente da República) mandou um cartão dizendo saúde, minha solidariedade. Ao contrário, ele se distanciou de nós e manteve silêncio obsequioso – escreveu o ex-parlamentar, segundo informações do jornal O Globo.

Jefferson declara, porém, que segue apoiando Bolsonaro, mas que o presidente “não tem mais seu coração”.

– Lutarei por ele, mas não darei a vida por ele – assinalou.

O ex-deputado também criticou as conversas do presidente com o ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal) após o 7 de setembro.

– Bolsonaro se conspurca falando com Xandão, que ele chamou de canalha na Avenida Paulista – declarou.

Ele ainda comparou o filho do chefe do Executivo, Flávio Bolsonaro, a sua própria filha, Cristiane Brasil, com quem rompeu.

– Quanto ao Flávio Bolsonaro, ele é a Cristiane Brasil do presidente. É uma figura da velha política – completou.

O ex-parlamentar voltou-se contra o presidente Bolsonaro em carta divulgada nesta quarta-feira (27), dizendo que ele, assim como Flávio, tinham se “viciado” em “dinheiro público” ao se aproximar do Centrão. Jefferson defendeu ainda que as lideranças do partido chamem o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) para concorrer às eleições pela sigla, contra Bolsonaro no próximo ano.

Fonte: Pleno News