O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, afirmou na última sexta-feira (22) que não comprará o iPhone 13, novo modelo do popular smartphone da Apple que chegou na última sexta no país. O motivo escolhido pelo ex-parlamentar foi justamente o fato de que o número do modelo é o mesmo do Partido dos Trabalhadores.

– Estão lançando hoje o iPhone 13. Eu vou passar e esperar o 14. Número do PT, nem no iPhone – escreveu Cunha em sua conta no Twitter.

O político ainda chegou a comentar que estranhou o fato da Apple ter lançado seu smartphone com o número 13, especialmente pelo fato dos norte-americanos terem uma superstição com o numeral e considerarem que ele é atribuído à má-sorte.

– Engraçado que nos Estados Unidos, é difícil ver o 13 lá. Hotéis não tem o andar 13, companhias aéreas não tem o banco 13, etc. Mas a Apple resolveu lançar o 13 – afirmou.

Antes do lançamento oficial do iPhone 13, o número chegou até a ser questionado por usuários da Apple nos EUA, justamente pelo fato da superstição dos norte-americanos com ele. Em junho, uma pesquisa mostrou que 18% dos usuários de iPhones e iPads no país rejeitavam o nome iPhone 13.

Fonte: Pleno News