Nos últimos dias, a inteligência do governo federal decidiu aprofundar a vigilância sobre uma movimentação militar de tropas venezuelanas na fronteira com o Brasil.

O ditador Nicolás Maduro anunciou recentemente a mobilização de tropas para um grande exercício militar na região.

Segundo a tirania socialista, o objetivo é verificar a prontidão do exército do país no caso de uma invasão estrangeira. O ato conta com o apoio de consultores militares da Rússia.

A coluna Radar informa que, de acordo com a inteligência brasileira, militares russos poderiam operar mísseis antiaéreos S-300, capazes de derrubar aviões em longas distâncias.

Fonte: Conexão Política