Apesar da recente falta de vacinas de AstraZeneca em todo o país, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta segunda-feira (13) que o intervalo entre as doses do imunizante será diminuído de 12 para 8 semanas, a partir do próximo dia 15.

A redução do intervalo da Pfizer, a partir de setembro, já havia sido anunciada por Queiroga no mês passado. Já a CoronaVac tem intervalo menor, de 28 dias, e a da Janssen é uma vacina de dose única.

Apesar das mudanças nos intervalos, os critérios adotados ainda diferem das recomendações das fabricantes. A Pfizer recomenda intervalo de 21 dias entre as doses e a AstraZeneca, de 12 semanas, como acontece hoje.

marcelo_queiroga_volta_as_aulas
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga Foto: Reprodução | Ministério da Saúde

*AE

Fonte: Pleno News