O caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, está na companhia do jornalista Oswaldo Eustáquio, na Cidade do México. Ambos possuem mandados de prisão expedidos pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes.

A determinação contra o líder dos caminhoneiros foi feita na última sexta-feira (3) por Moraes, por acusação de incitar a prática de atos violentos contra o STF e o Congresso Nacional. Moraes afirma que o ativista violou medidas cautelares ao se manifestar politicamente nas redes sociais e convocar a população para as manifestações.

Dias depois, na terça-feira (7), o magistrado também despachou novo mandado de prisão contra Eustáquio devido a uma live feita pelo jornalista junto de Zé Trovão. O comunicador está com as redes sociais retidas, a pedido do ministro.

No início da tarde desta quinta-feira (9), o líder dos caminhoneiros informou que a Embaixada do Brasil no país entrou em contato com o hotel em que ele está hospedado e que ele será preso a qualquer instante.

– Em alguns momentos, provavelmente a polícia vem aqui me recolher e vai me levar preso. Eu não cometi nenhum crime. Eu estou indo para o Brasil provavelmente preso; preso politicamente por crime de opinião – declarou.

Fonte: Pleno News