Abin rebate UOL e nega ter produzido dossiê sobre Hang

A Agência Brasileira de Inteligência negou, nesta terça-feira (22), ter sido responsável por elaborar um relatório apontando inconsistências sobre a fortuna do empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan. O documento foi revelado pelo portal Uol.

Em sua reportagem, o veículo afirmou ter obtido o relatório que trazia comentários sobre Hang. Um deles ressaltava que o empresário estava “sempre expandindo os negócios, sem sócios, sem investidores, sem endividamento e muitas vezes parecendo possuir uma fonte oculta de recursos, que não se explicaria apenas por sonegação fiscal e contrabando de artigos importados para lojas”.

Já a Abin disse, em nota, “não ter produzido, recebido ou difundido relatório ou qualquer outro documento como mencionado pelo portal UOL em reportagem desta terça-feira – 22 de junho. A Agência esclarece ainda que compete à ABIN executar a Política Nacional de Inteligência (Decreto n⁰ 8.793, de 29 de junho de 2016) com estrita observância dos direitos e garantias individuais, da fidelidade às instituições, dos princípios éticos e da segurança do estado”.

O documento foi compartilhado nas redes sociais pelo diretor-geral da Abin, Alexandre Ramagem.

– Informações inverídicas com finalidade de atingir instituições de Estado. Parte da imprensa promove construção de falsos fatos, dissociada dos deveres e da ética jornalística, na tentativa de desestabilizar o governo federal. Atos espúrios devem ser responsabilizados – escreveu.

Fonte: Pleno News

Bruno Rigacci

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies