Flávio Bolsonaro diz que Renan é “tóxico” para trabalhos da CPI

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) voltou a tecer críticas contra Renan Calheiros (MDB-AL), relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. Em vídeo publicado no Twitter, Flávio avaliou que Renan está sendo “altamente tóxico” aos trabalhos do colegiado.

– Ele (Renan) já está pensando muito mais em 2022 do que realmente em salvar vidas aqui no Brasil – pontuou.

Na quarta-feira passada, dia 12, a sessão de depoimento do ex-secretário de Comunicação Fabio Wajngarten precisou ser suspensa após uma troca de ofensas entre Renan e Flávio, que afirmou que o relator está utilizando a CPI como um “palanque”. Flávio ainda chamou o relator de “vagabundo” ao comentar sobre o pedido de prisão em flagrante de Wajngarten.

– Renan tem sido altamente tóxico à CPI no início dos trabalhos, inquirindo as testemunhas com muita agressividade e desrespeito. A população tem o direito de saber se esse dinheiro foi aplicado no combate à Covid ou se foi desviado de sua finalidade – enfatizou Flávio Bolsonaro.

 

Em resposta às acusações de envolvimento com milícias, o filho mais velho do presidente Bolsonaro enfatizou que ele defende polícias, mas que não tem nenhum envolvimento.

– Polícia, aliás, é uma categoria da qual Renan Calheiros parece ter muito medo, porque ele faz de tudo para evitar que sejam convidadas a colaborar com os trabalhos na CPI diversas autoridades policiais que têm dezenas de informações para fornecer aos senadores – finalizou.

*Estadão

Fonte: Pleno News