Na China, Barroso visitou Dilma e teve contato com Judiciário do país

Na China, Barroso visitou Dilma e teve contato com Judiciário do país

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luís Roberto Barroso, concluiu sua visita oficial à China no último domingo (7). Durante essa missão, Barroso buscou trocar experiências com o Judiciário chinês e conhecer avanços tecnológicos.

Entre os dias 4 e 7 de julho, o magistrado participou da Conferência Mundial sobre Inteligência Artificial em Shanghai. A convite da Suprema Corte chinesa, ele esteve presente na abertura do evento ao lado do primeiro-ministro da China, Li Qiang.

Após a conferência, Barroso se reuniu com a ex-presidente da República Dilma Rousseff, atual presidente do Novo Banco de Desenvolvimento (também conhecido como Banco do BRICS). Durante esse encontro, o ministro apresentou a ideia de promover uma ampla transição energética no Poder Judiciário, com foco na descarbonização e no uso de energia solar. Dilma manifestou interesse na proposta, e ambos consideraram a possibilidade de financiamento pelo próprio banco.

Além disso, Barroso dialogou com pesquisadores brasileiros que participavam do evento, discutindo o cenário atual do desenvolvimento científico-tecnológico no Brasil, especialmente na área de inteligência artificial. Ele abordou avanços em setores específicos e as dificuldades enfrentadas para aprofundar pesquisas.

Durante uma dessas reuniões, a pesquisadora Isabella Alvim Guedes, do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), demonstrou como metodologias computacionais podem ser aplicadas em diversas áreas, como a criação de novos medicamentos e a exploração de petróleo e gás. O ministro também discutiu um projeto de linguagem humana para uso jurídico com o professor de ciência da computação Eduardo Bezerra, do Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET) do Rio de Janeiro. O chefe do Setor de Ciência, Tecnologia e Inovação do Consulado-Geral do Brasil em Xangai, conselheiro José Roberto de Andrade Filho, coordenou a participação dos cientistas brasileiros na conferência.

Além disso, Barroso visitou uma exposição de empresas de todo o mundo, onde foram apresentadas inovações em inteligência artificial. Entre as novidades estavam técnicas de escaneamento cerebral, equipamentos médicos avançados, métodos de colorização de filmes em preto e branco e ferramentas de IA para manutenção de aviões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies