Revista portuguesa critica evento de Gilmar Mendes: “Arranjinho”

O jornalista português João Paulo Batalha publicou uma crítica na revista Sábado sobre o Fórum de Lisboa, também conhecido como “Gilmarpalooza”. Esse evento é realizado pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), na capital portuguesa.

O Fórum de Lisboa foi alvo de críticas por reunir empresários que possuem processos no STF. Batalha considera que o encontro é “corrupto” ou, no mínimo, “viola o dever de reserva e recato” ao expor o ministro a conflitos de interesses.

Em seu artigo, o jornalista questiona por que viajar 7 mil quilômetros para um evento com personalidades brasileiras. Ele descreve o Gilmarpalooza como uma “transumância de lóbis brasileiros para a capital portuguesa”, destacando a participação de representantes de 12 empresas com processos no STF, incluindo aquelas beneficiadas pela Operação Lava Jato no Judiciário brasileiro.

Batalha conclui que o evento representa a “institucionalização da promiscuidade” e o triunfo do poder total, onde dinheiro, política e lei se misturam na mesma agenda.

Bruno Rigacci

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies