Venezuela: Opositores refugiam-se na embaixada argentina

Seis opositores ao regime de Nicolás Maduro buscaram refúgio na embaixada da Argentina em Caracas, segundo fontes da Casa Rosada ao portal Infobae. O presidente argentino, Javier Milei, e a chanceler Diana Mondino autorizaram a entrada dos perseguidos na representação diplomática, concedendo-lhes asilo político.

Detalhes da situação:

  • Número de refugiados: 6
  • Identidade: Pedro Urruchurtu, Magallí Meda, Humberto Villalobos, Claudia Macero, Omar González e um sexto opositor não identificado.
  • Momento da entrada: “Gota a gota” (cada um separadamente) na semana passada.
  • Motivo do refúgio: Perseguição pelo regime venezuelano.

Contexto político:

  • Relações Argentina-Venezuela: Fragilizadas desde a posse de Milei, crítico ferrenho de Maduro.
  • Eleições na Venezuela: Maduro tenta reeleição em 28 de julho.
  • Plataforma Unitária Democrática (PUD): Corina Yoris, candidata da PUD, teve sua candidatura impedida.
  • Comunicado conjunto: Argentina, Costa Rica, Equador, Guatemala, Paraguai, Peru e Uruguai manifestaram preocupação com a situação.

Bruno Rigacci

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies