PF não indicia Bolsonaro por importunação de baleia

Nesta terça-feira (26), a Polícia Federal concluiu o inquérito que investigava um suposto crime de importunação de baleia e o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) não foi indiciado pelo crime. Seu advogado, Fabio Wajngarten, que teria filmado o passeio de jet-ski do político também não foi indiciado.

O caso estava nas mãos da PF em São Sebastião, no litoral paulista, mas o Ministério Público Federal também está com o inquérito nas mãos e poderá decidir por oferecer denúncia contra eles, arquivar ou solicitar diligências complementares.

Pelo X, Wajngarten confirmou a informação e agradeceu aos advogados que trabalharam no caso.

*Pleno News

Bruno Rigacci

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies