O Banco Central (BC) comunicou nesta segunda-feira (18) um novo vazamento de dados do Pix, desta vez afetando 46.093 clientes da Fidúcia Sociedade de Crédito ao Microempreendedor e à Empresa de Pequeno Porte Limitada. Este é o sexto incidente de segurança envolvendo o sistema de pagamentos instantâneos desde sua criação em novembro de 2020.

Segundo o BC, o vazamento ocorreu devido a falhas pontuais nos sistemas da Fidúcia, expondo dados cadastrais dos clientes, como nome, CPF, telefone e e-mail. É importante ressaltar que dados sensíveis como senhas, saldos e extratos bancários não foram comprometidos.

Embora o impacto potencial para os clientes seja considerado baixo, o BC optou por divulgar o incidente em nome da transparência. A Fidúcia será responsável por notificar todos os clientes afetados por meio do aplicativo da Phi Pagamentos ou do internet banking da instituição. O BC alerta que os clientes devem desconsiderar qualquer outra forma de comunicação, como chamadas telefônicas, SMS, mensagens em aplicativos ou e-mails.

Histórico de vazamentos

Este é o sexto vazamento de dados do Pix em menos de três anos. Em agosto de 2021, 414,5 mil chaves Pix do Banco do Estado de Sergipe (Banese) foram expostas. Em janeiro e fevereiro de 2022, 160,1 mil clientes da Acesso Soluções de Pagamento e 2,1 mil clientes da Logbank pagamentos também tiveram seus dados vazados. Em setembro de 2022, 137,3 mil chaves Pix da Abastece Ai Clube Automobilista Payment Ltda. (Abastece Aí) foram expostas, e em setembro de 2023, 238 chaves Pix da Phi Pagamentos foram comprometidas.

Em todos os casos, os dados vazados foram de natureza cadastral, sem a exposição de informações financeiras confidenciais. O BC reforça que acompanha de perto os incidentes de segurança e que as instituições responsáveis pelos vazamentos podem ser sancionadas com multas, suspensão ou até mesmo exclusão do sistema Pix, de acordo com a gravidade do caso.

Recomendações para os clientes

  • Fique atento às notificações da Fidúcia: A instituição notificará os clientes afetados por meio do aplicativo da Phi Pagamentos ou do internet banking.
  • Desconsidere outras formas de comunicação: O BC alerta que os clientes devem desconsiderar qualquer outra forma de comunicação sobre o vazamento, como chamadas telefônicas, SMS, mensagens em aplicativos ou e-mails.
  • Mantenha seus dados atualizados: É importante manter seus dados cadastrais atualizados junto à Fidúcia para que você possa ser notificado em caso de novos incidentes.
  • Monitore suas transações: É recomendável monitorar suas transações bancárias com frequência para identificar qualquer atividade suspeita.
  • Altere suas senhas: Se você acredita que suas informações podem ter sido comprometidas, altere suas senhas imediatamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies