Superterça: Trump conquista vitória acachapante e celebra

Mundo

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump conquistou uma vitória acachapante nas primárias republicanas da Superterça. Na ocasião, Haley ganhou apenas 43 dos delegados republicanos em disputa, enquanto Trump ficou com 764.

Trump se pronunciou afirmando que os resultados obtidos em 15 dos 50 estados do país “são conclusivos” e simbolizam que ele deve ser escolhido como candidato da legenda para as eleições presidenciais de novembro.

– Eles a chamam de “Superterça” por uma razão, e foi grande. Nunca houve um resultado mais conclusivo. Foram um dia e uma noite incríveis – disse Trump em um evento público em Palm Beach, na Flórida, em sua famosa mansão no clube de golfe Mar-a-Lago.

Dos 15 estados que realizaram primárias nesta Superterça, Trump só não venceu em Vermont, o menos populoso deles, e no qual sua única adversária, Nikki Haley, ganhou. Além disso, ele levou a melhor em Texas e Califórnia, os maiores.

Em seu discurso de comemoração – mais breve do que o habitual -, Trump deu o pontapé inicial falando de uma de suas questões favoritas, a imigração.

– Querem fronteiras abertas, e as fronteiras abertas vão destruir nosso país. Precisamos de fronteiras e precisamos de eleições livres e justas – disse o político de 77 anos, que até hoje continua a lançar dúvidas sobre a eleição presidencial de 2020, vencida por Joe Biden.

Ele também fez duras críticas a seu esperado rival em 5 de novembro, alegando que, graças ao presidente democrata, os Estados Unidos levaram “uma grande surra nos últimos três anos”.

– Nosso país tem estado triste – disse ele, classificando as vitórias como “inspiradoras”.

– Vamos fazer algo que ninguém foi capaz de fazer – acrescentou.

Trump também fez referência à sua própria situação legal e novamente se apresentou como vítima de uma caça às bruxas por parte do governo Biden.

– Temos um país onde um político usa armas contra seu oponente político; isso nunca aconteceu aqui. Acontece em outros países, mas eles estão no terceiro mundo – declarou o ex-presidente, alvo de quatro processos criminais e acusado de crimes como suborno, posse ilegal de documentos confidenciais e interferência eleitoral.

*Pleno News

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *