A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou, nesta sexta-feira (20), que está particularmente preocupada com o Irã e os seus “proxies” – termo em inglês usado para designar aliados “por procuração”.

Na cúpula entre Estados Unidos e União Europeia (UE) realizada em Washington e na presença de autoridades de ambos os lados, a alemã afirmou que é preciso trabalhar ativamente para evitar a escalada regional do conflito envolvendo Israel e Hamas.

– Todos nós vimos os incidentes envolvendo mísseis e drones do Iêmen, potencialmente visando Israel – escreveu a presidente em sua rede social.

Nesta quinta-feira (19), um navio de guerra da Marinha dos EUA derrubou três mísseis e vários drones no Mar Vermelho que foram disparados do Iêmen e se dirigiam para o norte. O Pentágono disse que os projéteis foram lançados pelas forças Houthis, aliadas iranianas que atuam em território iemenita.

Von der Leyen afirmou ainda que UE e os EUA estão ao lado de Israel e contra o terrorismo.

– Israel tem o direito de legítima defesa, em conformidade com o direito humanitário internacional – afirmou.

– Ambos estamos também aumentando a ajuda humanitária aos civis em Gaza – disse a presidente.

– Paralelamente, continuaremos o nosso apoio sólido à Ucrânia. Já prestamos assistência no valor de quase 90 bilhões de dólares (R$ 454,6 bilhões) e pretendemos fornecer mais 50 bilhões de dólares (R$ 252,6 bilhões) nos próximos quatro anos – revelou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies