Huck critica decisão do governo Lula: “Retroceder à estaca zero”

Política Nacional

O apresentador Luciano Huck não encarou positivamente a decisão do governo Lula (PT) de suspender a implementação do novo Ensino Médio, projetado pela gestão Bolsonaro (PL). Para o comunicador, a definição do atual Ministério da Educação representa um retrocesso “à estaca zero”.

Na visão de Huck, a desistência de implementar o cronograma se deve a divergências ideológicas.

– O Novo Ensino Médio deveria estar acima de diferenças ideológicas. Mesmo com difícil implementação, não faz sentido retroceder à estaca zero. O esforço para oferecer uma escola mais atrativa para os alunos e conectada com as suas expectativas de vida e carreira deve ser permanente – opinou ele.

O Novo Ensino Médio foi foi elaborado pelo até então ministro Milton Ribeiro e começou a ser implementado em 2022. Entre as mudanças que traz, estão o aumento da carga horária, disciplinas optativas, além de formação técnica e profissional para os alunos.

O modelo, no entanto, vem sendo criticado por alguns professores que consideram que os estudantes têm perdido tempo de aula das disciplinas tradicionais. Eles ainda argumentam que a mudança estaria aumentando a desigualdade entre alunos de escolas públicas e privadas em razão da dificuldade de implementação em colégios estaduais e municipais.

Segundo a Folha de S.Paulo, o MEC publicará uma portaria nos próximos dias, suspendendo por no mínimo 90 dias a implementação do projeto, assim como as mudanças no Enem 2024.

Fonte: Pleno News

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *