As pesquisas recentes de intenção de voto para presidente da República mostram que o atual chefe do Executivo, Jair Bolsonaro (PL), segue como o candidato preferido entre o público evangélico, parcela da população que foi fundamental para sacramentar a vitória do atual líder durante o pleito de 2018.

Bastante engajado em agendas cristãs, o presidente participou de duas Marchas para Jesus no último final de semana: uma em São Paulo e a outra em Minas Gerais. Nas pesquisas entre essa parcela da população, Bolsonaro possui uma boa vantagem sobre seu principal concorrente nas eleições deste ano, o ex-presidente Lula (PT).

Na última pesquisa Datafolha com o recorte evangélico, divulgada no dia 24 de junho, Bolsonaro aparece no topo da preferência entre essa parcela da população, com 36% das intenções de voto, enquanto Lula tem 28%. Já na rodada mais recente da pesquisa Genial/Quaest, divulgada no dia 6 de julho, Bolsonaro tem uma vantagem ainda maior: 45% da preferência contra 31% de Lula.

Outras duas pesquisas corroboram a liderança de Bolsonaro com o recorte do eleitorado evangélico e indicam que a vantagem do atual líder é ainda maior. No levantamento divulgado pela XP/Ipespe em junho, Bolsonaro aparece com 49% das intenções de voto, enquanto Lula alcança 34%.

A maior vantagem de Bolsonaro sobre Lula entre a parcela evangélica da população, porém, foi registrada em março deste ano pela pesquisa Exame/Ideia. De acordo com o levantamento, o atual presidente aparecia com 54% das intenções de voto, contra 21% de Lula.

Fonte: Pleno News