O aplicativo de mensagens Telegram decidiu suspender, nesta semana, o maior grupo de apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PL) da plataforma, o B-38, que conta com cerca de 67 mil membros. Chamada Super Grupo B-38 Oficial, a página foi suspensa, segundo o Telegram, por trazer “conteúdo ilegal”. A rede, porém, não especificou que tipo de conteúdo seria esse.

– Desculpe, este grupo foi temporariamente suspenso para dar a seus moderadores tempo de limpá-lo após algum usuário ter publicado conteúdo ilegal. Nós reabriremos o grupo assim que a ordem for restabelecida – diz o aviso no aplicativo quando os usuários tentam entrar no grupo.

Grupo apoiador de Bolsonaro está suspenso do Telegram Foto: Reprodução/Telegram

O nome do grupo faz referência ao número que o Aliança pelo Brasil, sigla que o presidente Jair Bolsonaro tentou criar após deixar o PSL, usaria nas urnas. Além de decidir suspender a página, o Telegram também atualizou seus termos, com a proibição de novos tipos de conteúdo na plataforma.

Anteriormente, os termos de serviço do Telegram previam três casos em que o aplicativo não poderia ser utilizado: “para enviar spam ou praticar golpes em nossos usuários”; “promover a violência em canais públicos do Telegram, bots, etc.” e “postar conteúdo pornográfico ilegal em canais públicos, bots, etc”.

Agora, a plataforma também incluiu entre os itens vetados a prática de “abusar da plataforma pública do Telegram para participar de atividades reconhecidas como ilegais pela maioria dos países – como terrorismo e abuso infantil”.

Fonte: Pleno News