O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu unir duas investigações considerada “polêmicas”. Em decisão datada desta segunda-feira (9), ele juntou o inquérito que investiga milícias digitais com o inquérito que apura declaração do presidente Jair Bolsonaro sobre as urnas eletrônicas.

O inquérito das milícias digitais foi aberto em julho de 2021 e tem por objetivo investigar a existência de uma suposta milícia digital que atuava contra a democracia brasileira.

Já a investigação contra Bolsonaro foi aberta após uma transmissão ao vivo pelas redes sociais feita em 29 de julho de 2021. Na ocasião, ele havia colocado em dúvida a segurança das urnas eletrônicas.

Ao unir as duas investigações, Moraes atendeu a um pedido feito pela Procuradoria-Geral da República. Em sua decisão, ele disse que “os elementos de prova colhidos nesta Pet, instaurada para apuração dos fatos envolvendo a live realizada pelo presidente da República na data de 29/7/2021, devem ser analisados em conjunto com a investigação principal, cujo objetivo é uma organização criminosa complexa”.

A decisão do ministro pode ser vista aqui.

Fonte: Pleno News