O ex-presidente Lula (PT) foi escolhido pela revista Time como capa da edição desta semana da publicação. Intitulada Segundo Ato de Lula, a capa da revista chama o petista de “líder mais popular do Brasil”. Na edição, a revista traz uma entrevista em que o ex-chefe do Executivo acusa o presidente Jair Bolsonaro de “despertar o preconceito” no Brasil.

– O Bolsonaro despertou o ódio, despertou o preconceito. Aí tem outros presidentes também na Europa, na Hungria, [que fazem o mesmo]; está aparecendo muito fascista, muito nazista no mundo – disse Lula ao veículo.

Durante a entrevista, o petista também comentou a guerra na Ucrânia e declarou que o presidente do país, Volodymyr Zelensky, “quis” o conflito com a Rússia. Para Lula, o líder ucraniano é tão responsável pelo conflito quanto o líder russo, Vladimir Putin.

– Ele quis a guerra. Se ele [não] quisesse a guerra, ele teria negociado um pouco mais. É preciso estimular um acordo. Mas há um estímulo [ao confronto]! Você fica estimulando o cara [Zelensky] e ele fica se achando o máximo. Ele fica se achando o rei da cocada – afirmou.

O petista ainda afirmou que o ucraniano tem um comportamento “um pouco esquisito” e que “parece que ele faz parte de um espetáculo”.

– Ele aparece na televisão de manhã, de tarde, de noite, aparece no parlamento inglês, no parlamento alemão, no parlamento francês como se estivesse fazendo uma campanha. Era preciso que ele estivesse mais preocupado com a mesa de negociação – completou.

Fonte: Pleno News