Um incêndio atingiu, na noite desta quinta-feira (madrugada de sexta no horário local), a usina nuclear de Zaporizhzhia, na região de Enerhodar, no sudeste da Ucrânia, depois que forças russas dispararam contra a instalação. A informação foi divulgada pelo prefeito da cidade, Dmitry Orlov, em sua conta no Telegram.

– Ameaça à segurança global! Como resultado do contínuo bombardeio inimigo de prédios e unidades da maior usina nuclear da Europa, a usina nuclear de Zaporizhzhia está em chamas – escreveu Orlov.

A Guarda Nacional da Ucrânia confirmou o incêndio na usina em seu canal oficial do Telegram.

– Há um incêndio na base da usina nuclear de Zaporizhzhia. Apesar disso, o inimigo continua atirando na direção da instalação. A Guarda Nacional, que protege a usina, permanece para defendê-la – destacou a força militar.

O corpo militar ressaltou ainda que “representantes da usina afirmam que atualmente existe uma ameaça real de perigo nuclear”.

Horas antes, o prefeito de Enerhodar havia relatado fortes combates nas entradas da usina nuclear.

– Há mais de uma hora combates ferozes acontecem nas entradas da usina nuclear de Zaporizhzhia. Nossa Guarda Nacional mantém a defesa – declarou Orlov.

Após a deflagração do incêndio, o prefeito relatou que há vítimas, mas que ainda não podem ser contabilizadas, dadas as circunstâncias.

Orlov afirmou também que “uma coluna de veículos inimigos” estava indo na direção da usina nuclear e que artilharia pesada podia ser ouvida na cidade.

Na quarta-feira (2), centenas de funcionários da usina nuclear tentaram impedir que uma coluna do exército russo entrasse na usina com caminhões-tanque e pneus.

*EFE

Fonte: Pleno News