Na noite desta quarta-feira (2), o Partido dos Trabalhadores (PT) acionou a polícia e registrou um Boletim de Ocorrência por que a sede da legenda, em Campinas (SP), foi depredada. Segundo o portal G1, esta foi a segunda vez em 20 dias que o local foi invadido.

Foram destruídos equipamentos eletrônicos e fiações. Torneiras foram arrancadas e levadas. Documentos foram revirados e ficaram jogados no chão.

O local não conta com câmeras de segurança.

A presidente nacional da sigla, Gleisi Hoffmann, disse em nota que “o nível de depredação e ódio demonstra uma escalada de violência contra o partido, ameaçando a democracia”.

O partido exigiu que as autoridades apurem o caso.

– O Partido dos Trabalhadores alerta para a crescente violência política que busca ameaçar o processo eleitoral. Não nos intimidaremos diante de ações desse tipo, estimuladas pelo ódio que se instalou no país – destacou o PT, por meio de comunicado.

Fonte: Pleno News