Sérgio Reis passou por algo semelhante ao cantor Eric Clapton em decorrência de seu posicionamento político. O sertanejo sofreu um boicote de vários músicos que fariam parte de seu novo projeto.

Guarabyra, da dupla Sá e Guarabyra e Zé Ramalho, por exemplo, declinaram do convite e se pronunciaram publicamente. Guarabira disse que que se considera “incompatível com o posicionamento atual de Reis”. Já Ramalho, tanto desistiu de gravar a música Admirável Gado Novo para o projeto quanto proibiu Sérgio Reis de incluí-la.

Em entrevista ao site Fuxico, Reis disse lamentar o fato de as pessoas sempre levarem para o lado político. Para ilustrar, ele citou que Lula tem todos os discos dele.

– As pessoas levam por esse lado e eu tenho que respeitar. Cada um tem o seu direito. Se eu disser que o Lula tem todos os meus discos? Todos! Alguns até autografados – afirmou o artista.

Lula (PT) é o principal oponente do presidente Jair Bolsonaro (PL), a quem o sertanejo de 81 anos apoia.

– O Zé Ramalho falou com o meu filho e não falou mais comigo. Eu queria gravar uma música com o Milton Nascimento, não me deram retorno, essas coisas existem. Vai se fazer o quê? Sem mágoa nenhuma, de forma alguma – declarou o cantor.

Fonte: Pleno News