O ex-presidente Lula afirmou, neste sábado (29), durante a cerimônia de posse do novo presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), que é contrário à obrigatoriedade de vacinação. Em sua fala, o petista defendeu, porém, que pessoas não vacinadas não participem de compromissos públicos.

– Eu sou contra a obrigatoriedade da vacina. Ninguém vai ser obrigado a tomar a vacina. Mas você também não vai poder ir para os lugares públicos. Se você não quer tomar vacina, é um direito seu. Mas você não pode participar de nada com gente – disse.

No evento, que contou ainda com discurso de diversos sindicalistas, brasileiros e do exterior, tanto de forma presencial quanto de forma virtual, o petista foi além e defendeu que as pessoas que optarem por não se imunizar deveriam se trancar dentro de casa.

– Por que alguém diz: “eu não quero tomar vacina, porque eu não acredito na vacina”. Então, se tranca dentro de casa – completou.

Fonte: Pleno News