Nesta segunda-feira (17), o presidente Jair Bolsonaro culpou a “roubalheira dentro da Petrobras” pelo alto preço dos combustíveis no país.

Em entrevista à rádio Viva FM, do Espírito Santo, o presidente disse que a estatal pagou R$ 100 bilhões em dívidas oriundas de obras que não foram concluídas.

– A Petrobras pagou R$ 100 bilhões em dívidas contraídas com obras que não foram realizadas, com roubalheira dentro da Petrobras. Só um delator da Petrobras devolveu R$ 100 milhões, ou seja, uma empresa que foi assaltada no passado. Quem paga a dívida é você, que está nos ouvindo e bota combustível no seu carro – afirmou.

Bolsonaro disse ainda que, para zerar o déficit da empresa, ainda será necessário pagar mais R$ 60 bilhões.

– Falta pagar mais R$ 60 bilhões para a Petrobras voltar à estaca zero. Ela pode, sim, trabalhar melhor, e investir melhor, e ter um produto mais barato nas refinarias. Agora, a gente vai entregar esse governo e essa Petrobras saneada para quem a roubou no passado voltar a roubá-la no futuro? Essa decisão está nas mãos da população brasileira – disse Bolsonaro em referência a Lula, seu adversário na corrida eleitoral.

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) abriu, na última quinta-feira (13) dois inquéritos administrativos para apurar se houve abuso da Petrobras nos aumentos do combustível. Caso irregularidades sejam comprovadas, a estatal poderá ser multada.

A preocupação com o preço dos combustíveis também virou pauta do Congresso Nacional. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, anunciou que, ao retornar do recesso, irá fazer um projeto de lei para criar um fundo garantidor do preço dos combustíveis.

Fonte: Pleno News