Após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, criticarem a reforma trabalhista aprovada em 2017, no governo do ex-presidente Michel Temer, o ministro do Trabalho, Onyx Lorenzoni, manifestou-se. Em entrevista ao jornalista José Luiz Datena, Onyx afirmou que a intenção de Lula é voltar com o imposto sindical.

Os comentários dos petistas foram feitos após a Espanha anunciar que aprovou uma nova reforma para “revogar” as mudanças realizadas no país em 2012 que não trouxeram o resultado esperado na questão de empregos e salários.

Ao criticar o ex-presidente brasileiro, Lorenzoni disse que Lula nunca gostou de trabalhar e que, como sindicalista, vivia bebendo “whisky, cachaça” com dinheiro do imposto sindical.

– O problema da revisão trabalhista que o Lula fala é o imposto sindical. Ele não está preocupado com a questão da empregabilidade das pessoas, mas com a manutenção da estrutura que os levou ao poder. Estão desesperados porque a teta secou. O problema do Lula é que ele sempre viveu do trabalho e do suor dos outros. Ele pegava o dinheiro do imposto e vivia tomando whisky, cachaça, e o dinheiro vinha do trabalhador que suava lá, na fábrica. Ele nunca gostou de trabalhar – apontou.

Fonte: Pleno News