Nesta segunda-feira (10), o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, recebeu a terceira dose da vacina contra a Covid-19. O imunizante foi aplicado pelo secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, segundo informações do jornal O Dia.

Nas redes sociais, Paes publicou fotos e defendeu a vacina.

Segundo o prefeito, os planos para os desfiles das escolas de samba estão mantidos, diferentemente do Carnaval de rua, que não deverá acontecer. Os desfiles começarão no dia 25 de fevereiro.

– Não dá para ficar tratando do vírus com uma coisa que vai acontecer daqui a 50 dias. Se hoje nós permitimos, em ambientes restritos, que as pessoas se reúnam, celebrem, com passaporte de vacinação, temos que pensar como ficará hoje, esta semana. Esse deve ser o foco. Não quero mais ficar debatendo um evento daqui a 50 dias, quando eu tenho que tratar desta semana. A gente entende, pelas regras atuais, que eventos em que podemos ter controle, passaporte vacinal e eventualmente testagem, não têm problema nenhum de acontecer – declarou.

Ele apontou ainda as diferenças entre a festa na Sapucaí e nas ruas.

– Em se realizando carnaval, e tenho fé que poderemos realizar na Sapucaí porque é um lugar onde a gente pode exigir restrições. Não imagino que veremos nada diferente do que as pessoas celebrando. Para o Carnaval da Sapucaí ainda faltam 50 dias. Não era o caso do Carnaval de rua, que começaria agora final de janeiro, e por isso deveríamos tomar alguma posição. Esse é um ambiente que a gente não controla. Mas vamos preparando o evento. As escolas estão ensaiando, fazendo suas fantasias, alegorias.

Fonte: Pleno News