Neste sábado (8), o presidente Jair Bolsonaro se manifestou ao saber do grave acidente ocorrido em Capitólio, em Minas Gerais. Ao ver uma gravação do momento tragédia, o presidente disse a seus assessores para tomarem providências.

Mais cedo, um grande bloco de rocha de um dos cânions de Capitólio e atingiu ao menos três lanchas que estavam atracadas no Lago de Furnas. Até o momento, foram confirmadas sete mortes, além de diversas outras pessoas feridas.

O vídeo foi exibido a Bolsonaro por um assessor especial da Presidência.

– É uma fatalidade, realmente. A gente pode mandar, acabando aqui, entro em contato com a Marinha, já que é na água – apontou.

O presidente disse então que não estava sabendo da tragédia, mas que vai se mobilizar

– Não estou sabendo. Aconteceu agora há pouco? Vou me inteirar para ver se a gente pode fazer alguma coisa. Se bem que, se puder fazer alguma coisa, pode ter certeza que o ministro correspondente, se tomou conhecimento, já está buscando como atenuar o problema, como na questão de Brumadinho, lamentavelmente no início de nosso governo. Quando chegou ao meu conhecimento, Canuto e Bento já estavam no aeroporto. Tem mortes ou não? Foi um prédio? Ah, um cânion. Deslocou uma parede, tem um nome específico

Em suas redes sociais, o presidente também se manifestou sobre o episódio e classificou como uma “lamentável tragédia”.

Fonte: Pleno News