O banco norte-americano Citigroup está se preparando para demitir os funcionários que ainda não se vacinaram. Na onda das empresas com tolerância zero para não vacinados, o Citigroup havia dado um prazo para que seus colaboradores apresentassem o comprovante de imunização – prazo que está se esgotando.

Os funcionários têm até 14 de janeiro para mostrar à empresa que estão vacinados. Caso contrário, serão colocados em licença não remunerada e desligados até o fim do mês. A informação é da emissora Bloomberg.

A condição para manter o emprego deu certo: mais de 90% dos contratados do Citi já estão vacinados.

Apesar do rigor, o banco admite a não vacinação em casos específicos: motivos religiosos ou restrições médicas.

Já entre os que serão demitidos pela falta do imunizante, o banco propôs um bônus de fim de ano para aqueles que assinarem um termo se comprometendo a não processar o banco judicialmente.

A determinação do Citigroup atinge aproximadamente 70 mil colaboradores e faz parte de um esforço da instituição para retomar as atividades presenciais.

Fonte: Pleno News