Participante da tradicional live do presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira (19), o secretário especial da Cultura, Mario Frias, fez um balanço da gestão dele no comando da pasta cultural do governo federal, especialmente na gestão dos projetos da Agência Nacional do Cinema (Ancine). De acordo com Frias, a “bagunça” na agência acabou.

– Muita gente pergunta: “O que você está fazendo na Cultura?”, nós vamos lançar uma linha de R$ 600 milhões agora através da Ancine. Acabou a bagunça na Ancine, que é justamente para festejar essa nossa data tão importante – disse.

Frias também comentou os problemas que foram enfrentados pela indústria cultural do país, principalmente do setor de eventos, em razão da pandemia de Covid-19, que forçou a paralisação de agendas ao longo de todo o ano de 2020 e boa parte de 2021. Segundo o secretário, o governo socorreu o setor com uma linha de crédito.

– Ano passado nós lançamos uma linha de crédito, a pedido do senhor, de [R$] 450 milhões, o que permitiu que esse setor permanecesse vivo, oxigenasse um pouco a vida dessa gente – ressaltou.

Fonte: Pleno News