André Marinho falou ao Jornalistas e Etc, do UOL, sobre sua saída da Jovem Pan. Ele expressou descontentamento com o papel que tinha no programa Pânico.

O humorista disse que saiu porque “estava virando escada para bolsonaristas do baixo clero lacrarem, e a tendência era piorar”.

– Saí porque estava virando escada para bolsonaristas do baixo clero lacrarem, e a tendência era piorar; por ser o dissenso, e, pros meus companheiros de bancada e programa, era interessante me antagonizar, tentar debochar, menosprezar, interromper em grande parte.

Ainda durante a entrevista, Marinho apontou que, por vezes, seu microfone estava mais baixo do que o dos outros integrantes do Pânico.

– Quem representar minimamente uma ameaça ao avanço da agenda deles deve ser pulverizado, decapitado, e eu fui vítima disso. Houve alguns momentos onde eu tava me envolvendo em discussões mais acaloradas, onde eu tava claramente falando na distância correta do microfone, e meu microfone estava mais baixo.

Fonte: Pleno News