Embora a Copa do Mundo de 2022 ainda não esteja perto, o técnico Tite, da Seleção Brasileira, já decidiu que não irá a Brasília com a equipe, nem antes nem depois da competição, para encontrar o presidente Jair Bolsonaro. A decisão valerá mesmo se o grupo conquistar o hexacampeonato. As informações são do globoesporte.com.

A preocupação de Tite é que um encontro com o chefe do Executivo tenha peso político. Para o técnico da Seleção, sua decisão é inegociável.

Se vencer a Colômbia, nesta quinta-feira (11), a Seleção Brasileira pode garantir vaga na Copa do Mundo.

No ano que vem, o torneio mundial terminará em dezembro. Já segundo turno das eleições está previsto para acontecer em 30 de outubro.

Fonte: Pleno News