A série Round 6 (Squid Game, originalmente) continua gerando polêmica no Brasil. Desta vez, o grande sucesso da Netflix entrou na mira de vereadores da cidade de Içara, em Santa Catarina, que pediram para a plataforma de streaming remover a produção sul-coreana de seu catálogo.

A proposta, de autoria do vereador Edson Freitas (MDB), foi aprovada durante uma sessão na Câmara municipal. O texto já foi até enviado para a Netflix.

– Como legislador, a preocupação com esse tipo de série violenta que mistura brincadeira de crianças com crimes bárbaros, além da facilidade com que as crianças acessam esse material, é o impacto que este pode ter sobre a saúde mental de crianças e adolescentes, especialmente daqueles que já se encontram, por algum motivo, fragilizados – justificou Freitas.

CRIANÇA SÃO INTERNADAS APÓS IMITAREM JOGOS DA SÉRIE
Um grupo de cinco crianças foi levado para um hospital na França, após ser ferido por alunos mais velhos que tentavam reproduzir um dos jogos da série sul-coreana Round 6, da Netflix.

O episódio ocorreu no colégio George-Sand, na região de Crégy-lès-Meaux, na França. Alunos do 3º ano do ensino fundamental foram “esmagados e pisoteados” por colegas mais velhos, do 8º ano, que tentavam reproduzir uma das cenas da série, em um dos corredores da escola.

A brincadeira reproduzida não foi revelada, nem a identidade das crianças. A instituição de ensino confirmou ter iniciado três processos de expulsão dos alunos que iniciaram a simulação.

A série sul-coreana Round 6 se tornou a mais vista da história da Netflix. Com problemas financeiros, os personagens arriscam a própria vida para concluir desafios, que resultam em situações violentas, em busca de um prêmio em dinheiro.

Série Round 6 já se tornou uma das mais assistidas da Netflix
Série Round 6 já se tornou uma das mais assistidas da Netflix / Foto: Reprodução Netflix

Fonte: Pleno News